DIRETOR:  Ismael de Azevedo Moura

 

                                                         Em 2014, ao participar de um curso de teatro na cidade de Natal, teve seu                                                                 primeiro roteiro escolhido pra  montagem do espetáculo que encerraria o                                                                 curso, Ao retornar pra sua cidade, foi um dos fundadores da Cia. Cuiteense                                                             de Teatro, onde escreveu, dirigiu e atuou em mais de dez espetáculo, Em                                                                   2006 foi selecionado no Projeto a nível federal “Revelando os Brasis”, onde                                                           passou por uma preparação cinematográfica na cidade do Rio de Janeiro                                                                 para a produção do seu primeiro curta metragem “Reencontro”, o qual foi                                                                 exibido em Rede Nacional no ano de 2007 no canal FUTURA. Em após                                                                     participar do projeto “Viação Paraíba” fez seu segundo trabalho, com o curta  metragem intitulado “Tempo” onde ganhou o prêmio de melhor roteiro no Festival de Cinema de Congo. Com o reconhecimento do público, da sociedade cuiteense e dos demais lugares assistidos, o mesmo desenvolveu os curtas: Maldita Sorte 2012 e Degradação das Almas também em 2012, os quais participaram de alguns festivais de curtas no estado da paraíba e Pernambuco e também exibido na Universidades na cidade do Rio de Janeiro. Ismael Moura, como é reconhecido profissionalmente dirigiu o média metragem “Dinamerico”, projeto esse  realizado pela UFCG – Universidade Federal de Campina Grande - Campus Cuité e atualmente no ano de 2013 veio o curta Meio Amargo, onde retrata o sofrimento das mulheres violentadas. O artista também foi o idealizador do festival de Curtas metragem de Cuité o “Curta Cuité” no ano de 2012. Em 2014 teve mais um de seus roteiros selecionados por projetos relacionados a cinema, o Projeto JABRE “Laboratório de Jovens Roteiristas” por dois anos seguidos, foi premiado com o melhor roteiro, ganhando da produtora PIGMENTOS a produção do Filme Ilha, curta rodado em sua cidade, finalizado no ano de 2015, onde conseguiu a inédita marca de 87 prêmios nacionais e internacionais, até o momento, tornando-se o Curta metragem mais premiado da historia da Paraíba e um dos mais premiados do Brasil Ismael participou de várias Produções Cinematográficas Paraibanas, como: “Sofhia” de Kennel Rogis; “O lendário” de Marcelo Quixaba, “Ultra Violeta” de Jose Dhiones, “Aroeira” de Ramon Batista “Candeeiro” de Adriano Roberto, entre outros. Dentre os trabalhos realizados teve vários parceiros conhecidos regionalmente e nacionalmente,  como  o Cineasta Torquato Joel da cidade de João Pessoa -PB e a atriz Global Marcélia de Souza Cartaxo, o ator Servilio de Holanda e Fernando Teixeira, entre outros. Recentemente está finalizado seu novo curta metragem “RATOS” um filme que retrata a violência familiar, com atuação do renomado ator Paraibano Servilio de Holanda, à atriz Joana Marques e a atriz Cuiteense Laura Lemos. Com sua criatividade em usar material jogados e velhos e transformar em equipamentos de trabalho para o cinema, ganhou o apelido de MacGyver Paraibano. Em 2014, usou sua paixão de dirigir a produção da paixão de Cristo de Cuité, com um intuito de dar uma nova roupagem ao espetáculo que a anos estava parado.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now